quinta-feira, novembro 11, 2010

Shaman Warrior Vol. 1

Já há algum tempo que queria conhecer o estilo de Banda Desenhada que dá pelo nome de Manhwa, por isso quando me deparei com este “Shaman Warrior”, de Park Joong-Ki, não hesitei e trouxe para casa o 1º volume. Manhwa está para a Coreia como Manga para o Japão. Pelo que percebi, tanto Manhwa como Manga são termos gerais para designar BD nos seus países de origem, fora deles é que ficaram associados especificamente a BD coreana e japonesa respectivamente.
Manhwa apresenta um traço muito similar ao do Manga. Algo que notei ser diferente é por exemplo a forma de desenhar as faces. O nariz e os olhos são bastante distintos dos típicos desenhados em Manga. A leitura também é diferente, pois é feita como no Ocidente, ou seja, da esquerda para a direita. Isto acontece porque o hangul é tipicamente escrito nesse sentido. Curiosamente aqui, tal como acontece frequentemente em Manga, também se mantém a tradição de desenhar alguns personagens que há primeira vista não sabemos se são homens ou mulheres.
Neste primeiro volume seguimos os personagens, Yarong, um Shaman Warrior (guerreiro com poderes especiais), e Batou o seu discípulo, que se deslocaram até uma taverna na fronteira de Kugai. Logo a inicio são atacados por um vasto grupo de combatentes e a partir daqui o que nos espera é um festival de pancada que dura praticamente até ao final do livro tendo apenas um capítulo que consiste num flashback e onde se conta um pouco sobre quem são Yarong e Batu e qual a razão de estarem ali. Ficamos também a conhecer Yaki a filha de Yarong, ainda bebé, mas que no final do livro se percebe que será uma personagem central nesta trama.
Grande parte deste volume 1, como disse consiste em porrada, a história desenvolve-se muito pouco e não posso neste momento tecer grandes comentários sobre ela, posso apenas dizer que no final torna-se mais intrigante e deu-me vontade de a continuar a descobrir. A arte é muito boa e quanto às cenas de luta o autor consegue dotá-las de uma grande velocidade e dinamismo, que irão certamente agradar aos fãs do género. Pecam no entanto, na minha opinião, por alguma censura. Não digo que todas estas histórias devam seguir o caminho de um “Blade of the Immortal” onde as cenas de luta não têm problemas em mostrar membros esquartejados e grandes quantidades de sangue a borrifar as páginas, mas logo no início de “Shaman Warrior” temos uma cena de decapitação que é tapada por um balão a expressar o som. Pessoalmente se não queriam mostrar uma cabeça a ser cortada eu optaria por mudar a cena, mas nunca tapá-la. Claro que isto é apenas um pequeno pormenor que tem a ver com o meu gosto pessoal, nada que arruíne a leitura.
Nesta edição, da Dark Horse, gostei da ideia de colocarem no final de cada capítulo uma página que nos mostra os esboços iniciais de vários personagens de “Shaman Warrior”. É muito engraçado ver como evoluíram desde essa altura.

6 comentários:

Bongop disse...

Tenho essa série completa e é bastante boa na sua quase totalidade.
Peca "apenas" pelo final que é abrupto e não se percebe. Aliás, esta é critica universal a esta série, tanto que para o Japão consta que foi editado um último volume diferente porque as queixas foram muitas e o mercado japonês é um dos grandes mercados do Manhwa. Fora isso é uma excelente série!
Ainda estou para perceber porque é que o final ficou assim... será que o autor se fartou da série ou foram imposições de prazo por parte do editor?

Abraço

Loot disse...

Morrer na praia é que não :(
Se for assim é mesmo uma pena.

Então e não dá para arranjar o volume diferente? :P

Abraço

Snow White disse...

Eu reforço o que o Bongop disse mas que a arte desta Manhwa é excelente lá isso é.

(Pessoalmente prefiro manhwa a manga ultimamente)

Loot disse...

Que animadores vocês os dois :P

Estava tão concentrado em falar das cenas das lutas em termos gráficos que nem me lembrei de dizer que a arte é boa no geral, pois não é só nessas cenas, mas já corrigi isso.

Já agora Snow, Bongop não querem aconselhar mais Manhwa? :)

Snow White disse...

"Shin Angyo Onshi", "Jackals" e "Threads of time são altamente.

O "Rebirth" também é giro mas ainda só li o primeiro volume. O "Jack Frost" também parece ser muito bom (para já).
:)

Loot disse...

Muito Obrigado :D