sexta-feira, maio 13, 2016

Penny Dreadful - 3º temporada



A terceira temporada de "Penny Dreadful" já regressou. Como é tradição continuo a escrever sobre os episódios no TVDependente.

Os dois primeiros textos já se encontram disponíveis aqui.

Captain America III - Civil War



Com tantas críticas entusiasmadas, algumas das quais o proclamavam como o melhor filme da Marvel, esperava bem mais deste "Civil War". 

A ser justo o filme entrega algumas sequências dignas de nota, o confronto no aeroporto com a entrada do Spider-Man entre outras surpresas é muito divertida. O Black Panther consegue ter uma adaptação credível (salvo seja) e resulta no filme muito bem. Só que é isto, um conjunto de blocos ligados por um fio narrativo que nunca nos prende verdadeiramente. Algumas cenas muito boas não tornam, no seu conjunto, o filme bom.

Compreende-se que não é fácil manter este universo cinematográfico unido e consistente, mas cada vez mais não só as fórmulas começam a cansar, como cada filme começa a parecer um conjunto de vídeos. Este último ponto é mais preocupante em relação aos filmes com equipas, pois já "Age of Ultron" esboçava alguns dos mesmos problemas de "Civil War".

O tema podia ser melhor explorado, há interesse aqui e até resulta melhor do que na BD original. Em relação à conclusão, acaba por ser muito anti-climática com um vilão que, novamente, sabe a pouco. Aliás todo o plano do vilão é um bocado uma treta. Como é que uma editora como a Marvel, com um leque tão rico, não atina com os vilões? (salva-se a excepção do Loki, sempre o Loki!). Além disto os próprios trailers contribuem para o final ser ainda mais anti-climático, porque mostraram demais, um erro incompreensível.

Como referi, há momentos muito bons, mas no geral são duas horas mais aborrecidas do que deviam ser. Ainda assim tem a Marisa Tomei, o que me faz sempre esboçar um sorriso.


quinta-feira, maio 12, 2016

Exposição André Oliveira - Inauguração


Tem início hoje uma exposição dedicada ao trabalho de argumentista de André Oliveira. A exposição decorre na bedeteca da Amadora e tem duração até ao dia 11 de Junho.

quarta-feira, maio 04, 2016

sexta-feira, abril 29, 2016

Fatale (Volumes 1-4)

Falei dos volumes já editados pela G. Floy de "Fatale" série policial Lovecraftiana de Ed Brubaker e Sean Phillips. Podem ler sobre ela aqui no Deus me Livro.

A sua conclusão será feita no volume 5, a ser editado ainda este ano.

segunda-feira, abril 18, 2016

Nas Nalgas do Mandarim - O Império Contra-Ataca (ou só eu)


Novas participações no Nalgas no episódio 11 e 12.

Aproveito e aviso o que me faltou da primeira vez, de que existe página de facebook.

sábado, abril 09, 2016

Southern Bastards Vol. 1: Aqui Jaz Um Homem


 A nova série de Jason Aaron e Jason Latour pela Image Comics foi editada por cá pela G.Floy. Uma aposta que vale a pena conhecer e sobre a qual escrevi aqui no Deus Me Livro.

sexta-feira, abril 08, 2016

Os Contos Inéditos de Dog Mendonça e Pizzaboy - lançamento




É já este sábado, pelas 18h30 na Fnac Chiado que Filipe Melo irá lançar "Os Contos Inéditos de Dog Mendonça e Pizzaboy", com apresentação de Nuno Markl.

Mais aqui, na Rua de Baixo.

Escrevi sobre a edição da Dark Horse aqui há uns anos.

quarta-feira, abril 06, 2016

Shakespeare na RTP2 em Abril


Mil desculpas pelo atraso, pois esta iniciativa já começou no Sábado passado com a exebição de "Romeu e Julieta". 

Em tom de celebração dos 400 anos de morte de William Shakespeare, todos os Sábados deste mês, pelas 21:45 irão exibir - na RTP2 - uma peça de Shakespeare, todas elas produzidas pelo Shakespeare's Globe Theatre em Southwark, Londres. As peças em questão são: "Romeu e Julieta"; "A Tempestade"; "Tanto barulho para nada" e "Noite de Reis". No último sábado será exibido não uma peça mas o documentário "Shakespeare: Last Will and Testament" realizado por Laura e Lisa Wilson, com produção de Roland Emmerich (aparentemente o senhor que realizou isto... vá-se lá saber).

Para mais informações ver aqui.

quinta-feira, março 31, 2016

Crónicas: Os Monstros de Penny Dreadful



Com algumas mudanças na rubrica entrámos numa segunda temporada do "Crónicas". Para começar e porque "Penny Dreadful" está quase aí a regressar, aproveitei para recordar os seus monstros, os da fantasia e os do papel. Cliquem aqui para ver.

terça-feira, março 29, 2016

The Walking Dead Vol. 13: Longe Demais


Novo volume publicado pela Devir. Falei sobre ele no Deus Me Livro.

segunda-feira, março 28, 2016

Nas Nalgas do Mandarim



Para quem ainda não conhece "Nas Nalgas do Mandarim" é um podcast cinematográfico da autoria de Carlos Reis, Miguel Ferreira e Pedro Cinemaxunga. As regras são... não existir regras. A ideia é numa amena cavaqueira, estilo conversa de café, falar de filmes e colocar desafios uns aos outros.

A segunda temporada já está a decorrer e conta com alguns convidados. Neste episódio 6 um segredo obscuro foi revelado, por isso tinha de o colocar aqui.

segunda-feira, março 21, 2016

Kenshin, o Samurai Errante – 2: Dois Assassinos


O segundo volume de "Rurouni Kenshin", editado pela Devir, já se encontra disponível.
Volto a falar desta série que me é tão querida no Deus Me Livro.

sexta-feira, março 18, 2016

Here


Andava a adiar o texto, porque mal terminei de ler soube que "Here" de Richard McGuire é uma peça de BD que tem de ser partilhada e discutida.

Deixo-vos algumas linhas de reflexão sobre esta viagem de grande experimentalismo e que se tornou tão influente no universo da BD, aqui no site do Deus Me Livro.

quarta-feira, março 16, 2016

Daredevil Temporada 2 - Trailer Final


Sai já na próxima sexta-feira a segunda temporada de "Daredevil". Se for tão boa quanto a primeira já vai valer muito a pena, mas esperemos que seja ainda melhor e que o Wilson Fisk apareça mais à frente.

quarta-feira, março 02, 2016

Olivier Schrauwen e a expansão da BD belga



É já nesta sexta que pelas 21:30 na bedeteca da Amadora vai decorrer a mesa-redonda com Benoît Crucifix sobre Olivier Schrauwen e a expansão da BD belga. Também estarei presente neste mesa-redonda para tecer algumas palavras sobre o autor e encetar conversa com Crucifix. Apareçam se puderem.

Aproveito para relembrar os textos que dediquei a Olivier Schrauwen, nomeadamente sobre as suas edições portuguesas. Podem ler sobre o Espelho de Mogli e Cinzas.

terça-feira, março 01, 2016

Spotlight (2015)



Aproveitando a recente vitória de "Spotlight" nos Óscares, aproveito para lhe dedicar algumas linhas.

Neste regresso à realização, Tom McCarthy debruçou-se sobre a equipa de investigação jornalística do The Boston Globe, a famosa Spotlight, especificamente durante os anos em que investigaram e provaram uma série de casos de pedofilia associados a padres da Igreja Católica. Um escândalo muito recente, cuja denúncia ainda se encontra bem presente na nossa memória. Aquilo que desconhecemos é o trabalho feito nos bastidores e é nesse sentido que "Spotlight" é construído.

É um filme preocupado em mostrar um determinado tipo de jornalismo, aquele que realmente é capaz de mudar o mundo e cuja importância dificilmente será menor. Numa altura em que a comunicação social parece cada vez mais pender para um lado sensacionalista, sabe sempre bem frisar a importância que os jornalistas podem e devem ter no dia-a-dia. Nesse sentido, "Spotlight", poderá parecer um filme frio, mas é-o propositadamente. Há que gabar McCarthy por nunca cair na tentação de ir por uma via mais sensacionalista ou até exibicionista, afinal com um tema destes poderia existir essa tentação. Tal não acontece nunca e o realizador mantém-se fiel na sua demonstração do método jornalístico, sem descurar o tema em questão. Um filme nestes moldes até poderia ser sobre outro tema, mas isso não quer dizer que a pedofilia na Igreja seja descurada para um segundo plano, todo o processo de investigação nos vai desbravando o tema e mostrando a forma como afecta os diferentes jornalistas.

Mais do que protagonismos solitários é um filme que assenta na força do elenco e assenta muito bem. A personagem de Mark Ruffalo é uma das que mais sobressai pela sua relação estreita com o trabalho, podemos mesmo dizer que a sua vida pessoal e profissional são uma e a mesma, mas é em Michael Keaton que as minhas atenções mais ficaram. O actor mais veterano desta equipa mostra que continua em grande forma, ao representar não só o líder da Spotlight, mas também um membro de uma comunidade que viveu, consciente ou inconscientemente, durante anos a fio, a ignorar o que realmente se passava por detrás de algumas portas de Igreja. Estamos a falar de uma situação que não é nada casual, onde um estudo estatístico concluiu que cerca de 6% dos padres são pedófilos, ou seja, existe uma tendência, pior do que isso, é o ter conhecimento e compactuar com isso, mas isso é algo que o filme explicará muito melhor do que eu.

Este é um filme que segue na tradição de clássicos como "All The President's Men" onde o jornalismo é o grande protagonista. Antes de terminar, a título de curiosidade, vale a pena lembrar que McCarthy foi um dos actores da 5º temporada de "The Wire", ou seja, a temporada que se debruçou sobre o jornalismo.

segunda-feira, fevereiro 29, 2016

Crónic4s



Mais um Crónic4s no TVDependente. Desta vez falo muito sucintamente sobre duas séries de comédia do início de 2016 e que são já sérias candidatas a comédias do ano.

sexta-feira, fevereiro 26, 2016

Penny Dreadful - Poster



Não sou muito de estar atento a toda a publicidade que se vai fazendo, no entanto, este poster da terceira temporada de "Penny Dreadful" impressiona. Certamente vai ser um dos posters do ano.

Aproveito e deixo aqui o mais recente trailer da série. Ainda faltam alguns meses, mas pela amostra isto promete.

quinta-feira, fevereiro 25, 2016

Memória de Peixe



Dos vários projectos de música nacional que têm vindo a emergir nos últimos anos, "Memória de Peixe" foi um dos que memorizei logo. Já lá vai algum tempo desde que comprei o álbum homónimo, mas vale sempre a pena reforçar o quanto este trabalho de Miguel Nicolau e Marco Franco vale a pena conhecer.

Rock matemático como já vi ser apelidado por alguém, que vive da inspiração e da repetição em torno de loops de guitarra. Deixem-se seduzir também com este "7/4", um dos singles.