segunda-feira, setembro 30, 2019

Galadões Comic Con 2019 - Vencedores

Mais um ano mais uns galardões Comic Con.

Os nomeados e vencedores (a negrito) deste ano são:

Galardão Anual Comic Con Portugal BD Melhor Álbum:

- Filhos do Rato, de Luís Zhang e Fábio Veras (Comic Heart/G.Floy)
- Mar de Aral, de José Carlos Fernandes e Roberto Gomes (Comic Heart/G.Floy) - VENCEDOR
- O Outro Lado de Z, de Nuno Duarte e Mosi (Kingpin Books/Comic Heart/G.Floy)
- Watchers, de Luís Louro (Asa/Leya)


Galardão Melhor Argumento

- Arlindo Fagundes, em O Colega de Sevilha – Uma Aventura de Pitanga (Arcádia)
- José Carlos Fernandes, em Mar de Aral (Comic Heart/G.Floy) - VENCEDOR
- Luís Louro, em Watchers (Asa/Leya)
- Nuno Duarte, em O Outro Lado de Z (Kingpin Books/Comic Heart/G.Floy)

Galardão Melhor Desenho

- Fábio Veras, em Filhos do Rato (Comic Heart/G.Floy)
- Joana Afonso, em Zahna (Polvo)
- Luís Louro, em Watchers (Asa/Leya)
- Roberto Gomes, em Mar de Aral (Comic Heart/G.Floy) - VENCEDOR

Galardão Melhor Curta de BD

- No Meu Lugar, de André Oliveira e Filipe Andrade, da antologia Almanaque (Bicho Carpinteiro)
- Sacred Monster, de Rui Lacas, da antologia Humanus (Escorpião Azul) - VENCEDOR
- O Segredo, de Rita Alfaiate, da antologia Humanus (Escorpião Azul)
- A Verdade da Mentira, de Álvaro, da antologia Humanus (Escorpião Azul)

Galardão Melhor Álbum de Autor Estrangeiro

- Angola Janga, de Marcelo D’Salete (Polvo)
- Fade Out, de Ed Brubaker e Sean Phillips (G.Floy)  - VENCEDOR
- A Morte Viva, de Olivier Vatine e Alberto Varanda (Ala dos Livros)
- Uma Irmã, de Bastien Vivès (Levoir)



Este ano tivemos um"regresso" inesperado de José Carlos Fernandes à BD. Na verdade de regresso a publicação de Mar de Aral tem muito pouco, sendo uma das BD's de Fernandes que ficou pelo caminho (o autor já escreveu um obituário para o seu alter ego da BD e tudo). De qualquer das formas para quem cresceu com os seus livros esta foi uma publicação especial, soube muito bem recordar os mundos de Carlos Fernandes.

Este gosto não terá passado só por mim, pois como se poderá ver pelos resultados valeu a pena esta insistência da Comic Heart e da G.Floy, Mar de Aral foi o grande vencedor deste ano. Convém sempre lembrar que o melhor álbum na Comic Con vence 2000€, um prémio que é sempre uma ajuda nesta estrada penosa que é a publicação em Portugal.

Destaque também para o trabalho de Roberto Gomes (vencedor melhor desenho) que alterna entre estilos com grande à vontade neste Mar de Aral (conjunto de curtas). No entanto, não percam de vista Fábio Veras, o rapaz já conta com a segunda nomeação nesta categoria e só tem dois livros. É uma questão de tempo até o levar para casa.

Outra particularidade curiosa da edição deste ano foi ver o autor do melhor álbum estrangeiro subir ao palco para o reclamar, vantagens em ter Ed Brubaker na edição deste ano.

Sem me deambular mais pelos nomeados queria destacar aqueles que a meu ver faltaram na lista e que merecem ser recordados:

- Madoka Machina #6, de André Pereira (Polvo)






Da mesma forma que reconhecemos imediatamente um filme de Tim Burton ou Wes Anderson, o mesmo acontece com as páginas de André Pereira. Após o início da sua publicação em 2015, este foi o ano em que finalmente vimos a conclusão da série Madoka Machina. Existem várias idéias aqui que podem já ser bem conhecidas pelo leitor, porém, elas são desenvolvidas de uma forma muito distinta, utilizando conceitos relacionados com uma fantasia, por norma ligada a tempos medievais, para um tempo mais moderno e tecnológico. Tudo isto transposto para o meio da BD através de layouts incríveis, construídos de uma maneira muito dinâmica e, quando necessário, obscura. Este é um universo próprio, o universo de André Pereira. Deve-se notar também que, apesar de toda a fantasia explorada em segundo plano, Madoka Machina é, na sua essência, um dos melhores retratos, através da BD, sobre nossa nova geração de working class heroes 


- Pequenos Problemas, de Francisco Sousa Lobo (Chili Com Carne)



Talvez seja um livro mais para os fãs... talvez. Para mim esta reunião de todas as curtas de Sousa Lobo é que é um verdadeiro livro de auto-ajuda, no sentido em que me poupa andar È procura de todas. As histórias foram produzidas entre 2004 e 2018, reunindo mais de 10 anos de trabalho. É muito interessante encontrar aqui muitas reflexões que surgiriam mais tarde no futuro e em obras mais longas de Sousa Lobo, onde ele continuou a explorar os temas de família, religião e importância da arte, além da descrição de certos episódios relacionados o clapso psicótico do autor, que desencadeou o famoso Desenhador Defunto. É realmente um privilégio a maneira como Sousa Lobo é tão aberto e honesto sobre esse momento difícil, tendo sempre algo novo a acrescentar, uma camada extra para compartilhar connosco. Em jeito de nota queria também referir que em 2018 Sousa Lobo também publicou a curta “Master Song” sobre uma babá de Londres que nunca se recuperou da leitura de Fifty Shades of Grey, fantástico.

- Sírio, de Martín Lopez Lam (Chili com Carne)


Mais uma nova coleção desta associação, a colecção rubi, que promete encontrar pedras preciosas naturais na BD. Sírio é o livro que abre as honras e abre-as muito bem. A forma como Lam joga com o silêncio, o tédio e um mistério de homícidio tornam este livro numa peça indispensável a todos aqueles que gostam de ver novas e distintas explorações na linguagem da BD.

- Antologia da Mente, de Tommi Musturi (MMMNNNRRRG)


Outro de auto-ajuda (mas dos que valem mesmo a pena). Esta antologia reúne uma série de trabalhos curtos de Tommi Musturi. Aqui, no mesmo livro, voltamos a ficar impressionados com a forma como Musturi procura explorar diferentes traços e estilos, um factor que faz parte do seu DNA enquanto autor, uma opção sobre a qual o autor se debruça no artigo A Prisão Do Estilo (E Um Plano De Fuga) que também se encontra disponível nesta edição.



O júri deste ano dos Galardões Comic Con contou com estes 17 nomes, onde me incluo: Cristina Alves, Dário Duarte, Diogo Campos, Gabriel Martins, João Marques, João Vasconcelos, José Pedro Castelo Branco, Manuel Ruas Moreira, Nuno Neves, Nuno Pereira de Sousa, Pedro Alves Martins, Pedro Bouça, Pedro Cruz, Rui Cartaxo e Sérgio Plácido.



quinta-feira, novembro 08, 2018

domingo, janeiro 15, 2017

Os melhores episódios de TV em 2016



Aqui fica a lista de tradição no TVDependente.

terça-feira, janeiro 03, 2017

As melhores BD's em 2016


Como é costume deixo aqui as minhas escolhas para as 10 melhores BD's publicadas por cá em 2016.

Como sempre é preciso criar um asterisco para lembrar que não se leu tudo o que se queria, ainda assim parece-me uma lista vasta, ecléctica e cheia de boas leituras.

Podem consultá-la aqui no Deus Me Livro.

terça-feira, dezembro 06, 2016

Saga Vol. 5

 
O mais recente volume de Saga no Deus Me Livro.

terça-feira, novembro 22, 2016

Fatale 5


Com este 5º volume, fechamos a saga Fatale. Mais sobre esta conclusão aqui no Deus Me Livro.

quinta-feira, novembro 10, 2016

Liga de Cavalheiros Extraordinários III: Século


O último volume da Liga de Cavalheiros foi editado pela Devir este ano. Como sempre é uma alegria regressar a este universo de Alan Moore e Kevin O'Neill.

Para lerem mais sobre ele, passem aqui no Deus Me Livro.

segunda-feira, novembro 07, 2016

O Árabe do Futuro 2

 
Já se encontra disponível, com o selo da Teorema, o segundo volume da série de Riad Sattouf, "O Árabe do Futuro".

Escrevi sobre este volume aqui no Deus Me Livro.

Mangá na Devir



A Devir cada vez mais se assume como a editora de mangá em Portugal, continuando de forma regular os seus títulos e acrescentando novidades, ao mesmo tempo.

Aqui ficam alguns textos publicados durante o mês passado sobre esses mesmos títulos. Entretanto a Devir já lançou mais volumes de todos, o que só reforça a sua dedicação editorial mencionada acima. Aproveito e deixo também o desafio à devir de arriscar em mangá Seinen, em obras como as de Naoki Urosawa ou Inio Asano, entre outros.

Cliquem nos links para aceder aos respectivos textos:

- Tokyo Ghoul Vol. 1 e 2;
- Naruto Vol. 16;
- Rurouni Kenshin Vol. 3;
- Assassination Classroom Vol. 4;
- Blue Exorcist Vol. 8.



sexta-feira, setembro 30, 2016

Os heróis também usam BI #14


Após um longo hiato esta rubrica regressa com outra enorme personagem da BD. Mais aqui no Deus Me Livro.

quinta-feira, setembro 29, 2016

Criminosos do Sexo


Já tinha falado deste livro anteriormente, agora aproveitando o lançamento da Devir por estas terras, volto à carga, aqui no Deus Me Livro.

quarta-feira, setembro 28, 2016

Zona Contacto - Crowdfunding


A Zona Contacto trata-se do mais recente projecto editorial pela Associação Tentáculo. Ao todo, existem já treze números da antologia Zona, com diferentes temas, mas sempre com a mesma filosofia: fazer e divulgar Banda Desenhada.

A Zona Contacto é uma antologia de histórias em BD e ilustração da autoria de criadores nacionais e internacionais. As histórias focam o "Primeiro Contacto" entre civilizações, mundos e espécies.
São histórias de Ficção Científica, Mistério, Terror e Fantasia. A revista tem 68 páginas a cores, com ilustrações e BD em português, mesmo as escritas por autores estrangeiros.

Para que a revista seja publicada é necessária a ajuda de todos os interessados neste projecto. Para isso encontra-se disponível uma plataforma de angariação de fundos para a publicação desta nova Zona. O objectivo consiste em chegar aos 500 euros, contamos com a vossa ajuda.

Saibam mais aqui: http://ppl.com.pt/pt/prj/zona-contacto

quinta-feira, setembro 01, 2016

The Umbrella Academy: Dallas



O segundo volume (e último até à data) de "The Umbrella Academy" publicado pela Devir já se encontra entre nós há algum tempo. Aqui fica a minha opinião sobre o mesmo.

terça-feira, agosto 16, 2016

Assassination Classroom 3


Aproveitei a saída do volume 3 desta colecção para me colocar a par do que se passa em "Assassination Classroom" de Yusei Matsui. Podem ler sobre a série no Deus Me Livro.

segunda-feira, agosto 01, 2016

Troféus Central Comics - Vencedores


Os vencedores dos troféus Central Comics já foram revelados e encontram-se disponíveis na página oficial do evento.
 
Além de dar os parabéns aos vencedores,  queria reforçar que o leque de nomeados consistiu numa bela amostragem do que foi o ano 2015 de BD em Portugal.

terça-feira, julho 26, 2016

terça-feira, julho 19, 2016

XIV Troféus Central Comics - Os Nomeados

 
Os nomeados aos troféus Central Comics já se encontram disponíveis. Na edição deste ano fiz parte do corpo de jurados ao lado de Pedro Vieira Moura (crítico/ LerBD), Nuno Pereira de Sousa (coordenador do site bandasdesenhadas.com e consultor editorial) e Nuno Neves (autor do blogue Notas Bedéfilas).

Os vencedores dos Troféus Central Comics têm a particularidade de serem escolhidos pelo público, a característica que distingue estes prémios de outros relativos a BD.

Este ano o organizador Hugo Jesus ainda acrescentou mais uma componente de nomeações intitulada TCC Extra. As nomeações nesta componente foram da inteira responsabilidade do público e não estão relacionadas com as do prémio tradicional.

Podem ver os nomeados e votar neles aqui.

sexta-feira, julho 15, 2016

Vampiros


Este texto que vos venho apresentar sobre a mais recente BD de Filipe Melo e Juan Cavia trata-se de uma novidade, algo distinto dos textos que tenho vindo a desenvolver. Desta vez a crítica surge sobre a forma de diálogo, um diálogo que foi aqui transformado para uma forma textual. A conversa decorreu com Pedro Moura, homem de 7 ofícios na BD, nos quais se incluem, crítico, autor e pedagogo.

O texto pode ser lido no seu blog LerBD ou no Deus Me Livro.

quinta-feira, julho 14, 2016

Blue Exorcist: Vol. 7


Mais um texto sobre Blue Exorcist, desta vez o volume 7 editado pela Devir. Podem ler sobre ele no Deus Me Livro.

quarta-feira, junho 08, 2016

Tony Chu (Volume 1-4)



No "Deus Me Livro" falei do detective canibal mais popular que anda por aí (esperemos que também não sejam muitos. Podem ler sobre os livros aqui.

sexta-feira, maio 13, 2016

Penny Dreadful - 3º temporada



A terceira temporada de "Penny Dreadful" já regressou. Como é tradição continuo a escrever sobre os episódios no TVDependente.

Os dois primeiros textos já se encontram disponíveis aqui.

Captain America III - Civil War



Com tantas críticas entusiasmadas, algumas das quais o proclamavam como o melhor filme da Marvel, esperava bem mais deste "Civil War". 

A ser justo o filme entrega algumas sequências dignas de nota, o confronto no aeroporto com a entrada do Spider-Man entre outras surpresas é muito divertida. O Black Panther consegue ter uma adaptação credível (salvo seja) e resulta no filme muito bem. Só que é isto, um conjunto de blocos ligados por um fio narrativo que nunca nos prende verdadeiramente. Algumas cenas muito boas não tornam, no seu conjunto, o filme bom.

Compreende-se que não é fácil manter este universo cinematográfico unido e consistente, mas cada vez mais não só as fórmulas começam a cansar, como cada filme começa a parecer um conjunto de vídeos. Este último ponto é mais preocupante em relação aos filmes com equipas, pois já "Age of Ultron" esboçava alguns dos mesmos problemas de "Civil War".

O tema podia ser melhor explorado, há interesse aqui e até resulta melhor do que na BD original. Em relação à conclusão, acaba por ser muito anti-climática com um vilão que, novamente, sabe a pouco. Aliás todo o plano do vilão é um bocado uma treta. Como é que uma editora como a Marvel, com um leque tão rico, não atina com os vilões? (salva-se a excepção do Loki, sempre o Loki!). Além disto os próprios trailers contribuem para o final ser ainda mais anti-climático, porque mostraram demais, um erro incompreensível.

Como referi, há momentos muito bons, mas no geral são duas horas mais aborrecidas do que deviam ser. Ainda assim tem a Marisa Tomei, o que me faz sempre esboçar um sorriso.