domingo, novembro 14, 2010

The General

A primeira vez que ouvi falar de Buster Keaton foi no filme “Benny & Joon” de 1993, há muitos anos atrás. A personagem, Sam, interpretada por Johnny Depp era um grande entusiasta de Keaton e interagia com a vida como se fosse o próprio nos seus filmes. Foi assim que o nome daquele que é juntamente com Charles Chaplin uma das maiores lendas do cinema mudo de comédia me chegou aos ouvidos.
Em 1927 quando “The General”, realizado por Buster Keaton e Clyde Bruckman, chegou aos cinemas o resultado foi um falhanço, tanto a nível de crítica como de vendas, curiosamente este até era o filme predilecto de Keaton. Com o tempo isto mudou e hoje em dia é um dos filmes mais conhecidos e apreciados do realizador, tendo já sido considerado em 2002 numa sondagem de críticos, como um dos melhores filmes de sempre.
O filme é inspirado numa grande perseguição a uma locomotiva que decorreu em1862 durante a guerra civil americana, quando um grupo de membros do Union Army, o exército do Norte, tomaram em sua posse o comboio “The General”.
Keaton interpreta o maquinista deste comboio, um homem do Sul, que se aventura na sua perseguição imediatamente após lho roubarem. Para piorar as coisas a mulher que ama encontra-se dentro do comboio como refém.
Como não sou um grande conhecedor a frase que vou escrever vale o que vale, mas mesmo assim queria salientar que este foi o melhor filme que vi do género. Keaton tem uma grande presença cómica e é impossível não nos rendermos ao seu talento.
Ele é também o responsável por todas as suas acrobacias no filme, que são a sua imagem de marca e lhe valeram a alcunha,“The Great Stone Face”, pois durante as mesmas mantinha sempre uma expressão calma sem alterações emotivas. Algumas destas peripécias físicas eram bastante perigosas, sendo a mais famosa, neste filme, a cena inicial em que ele se encontra sentado numa das vigas que liga as rodas do comboio e este começa a andar. Se algo corresse mal ele poderia correr risco de vida. Mas Keaton era assim, se tinha graça, para ele, valia a pena.
Outra cena clássica é a da queda de um comboio de uma ponte abaixo. Não sendo fã de utilizar miniaturas Keaton quis que a cena fosse real o que tornaria, acho, este filme como a sua produção mais cara.
Palavras para quê? “The General” é um clássico e Keaton um mestre, o resto é conversa.

4 comentários:

Dora disse...

Vi o "Benny & Joon" há tantos anos que já nem me lembrava da história!

Loot disse...

Já lá vai um tempo sem dúvida. É um filme bonito e o personagem do Depp é muito engraçado com cenas muito giras como ele a limpar a casa em cima de uma cadeira com rodas a ouvir música :D

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Do Keaton, recomendo vivamente o Seven Chances. Hilariante. E tem uma premissa fascinante. Dá uma vista de olhos.

Abraço

Loot disse...

Obrigado Filipe ;)

abraço