terça-feira, fevereiro 01, 2011

Top Séries de 2010

Tenho andado a adiar este top e já estamos em Fevereiro. Está na altura de fazer o balanço das séries de 2010 que vi.

Apesar de ter visto algumas pérolas foi um ano mais fraco, muitas séries que vejo não regressaram na sua melhor forma.

No entanto 2010 fica marcado como um dos anos em que vi melhores séries, como as que vou mencionar em seguida e que ficaram fora do top apenas porque não foram exibidas em 2010.
Este ano decidi que era mais que altura de corrigir algumas falhas gigantes do meu currículo de séries, e então vi: "The Sopranos" (completa), "Breaking Bad" (1º e 2º temporada) e "The Wire" (completa).
Sopranos é um portento, Breaking Bad só não está na lista porque a 3º temporada é que é de 2010 e The Wire conquistou o lugar de série predilecta na minha lista pessoal.
Também vi Naruto que me surpreendeu, não pensava que a série fosse tão divertida, excepto nos fillers, uma coisa abominável que jamais em tempo algum devia ter existido.

Agora sigo então para aquelas que foram exibidas no ano passado:



9 - Sons of Anarchy (3º temporada)



Gosto bastante de "Sons of Anarchy" mas esta 3º temporada foi sem dúvida alguma a mais fraca. Tem trazido maior reconhecimento a Katey Sagal (A estrela da série) mas na verdade é um reconhecimento que faria mais sentido nas temporadas anteriores.
Teve bons momentos, até gostei do final, mas de uma forma geral teve episódios bastante aborrecidos. E se não fosse o facto de ter ficado sem episódios de "Wire" a dada altura, acho que ainda não a tinha terminado de ver.




8 - Entourage (7º Temporada); The Big Bang Theory (4º temporada); How I Met Your Mother (6º temporada)










Estas séries não estão actualmente na sua fase dourada. Já todas elas foram melhores, no entanto continuo a gostar de as seguir e assim continuarei a fazer. Mas é muito complicado escolher qual a melhor de 2010. Sinceramente acho que é ela por ela e por isso meto-as no mesmo saco.
O fim de "Entourage" é que já se aproxima e Ary Gold vai deixar saudades.




7 -Dexter (5º temporada)


Falei dela aqui.




6 - The Vampire Diaries (2º temporada)


Série descontraída e bem humorada, continua a ser um bom entretenimento. E provavelmente enquanto tiver o Damon, assim se manterá.
Há semelhança de "True Blood" introduziu os lobisomens nesta temporada, que também são lobos. Vamos ver como terminará.
Regressou a semana passada depois de uma longa pausa e como já estou com saudades tenho de pegar nisso.




5- The Walking Dead (1º temporada)


O piloto foi um grande episódio. Mostrou-nos uma série com uma fotografia fabulosa, uns Zombies incrivelmente caracterizados e uma história apelativa.
Infelizmente o primeiro foi também o melhor, para mim a série nunca mais voltou a esse nível (em termos de história) nos restantes cinco episódios.
Ainda assim foram 6 episódiso que valeram a pena e irei seguir a 2º temporada quando regressar.




4 - True Blood (3º temporada)


Esta foi outra série que padeceu da "maldição da 3º temporada". Foi portanto a mais fraca até agora, tendo sido a 2º a minha preferida.
Porque está em 4º? A grande razão é: Russell Edgington (Denis O'Hare), as cenas em que este senhor entrava foram do melhor.
Já agora a 3º tem a famosa cena de sexo que dá a volta à cabeça de qualquer um, pessoalmente adorei.
Esqueci-me de referir o grande Franklin, definitivamente esta temporada foi mais de grandes personagens do que grandes episódios.



3- Lost (6º temporada)


Confesso que é com alguma surpresa que acabo por meter "Lost" em 3º lugar. Sempre achei que ficaria mais abaixo na lista pois não fui dos que ficou apaixonado pelo final.
No geral adoro Lost, continua a ser uma série por mim muito apreciada e que me proporcionou dos melhores momentos em TV. A 6º temporada teve grandes episódios também, nomeadamente este.
Quanto ao final, no que toca à parte da ilha esperava pura e simplesmente mais e melhor, e não falo necessáriamente de resolver os mistérios, nada disso. Fora da ilha preferia de longe que outro caminho tivesse sido seguido. Ainda assim Lost sempre se dividiu emtre dois mundos e introduziu-os a ambos na série, logo este final não surge como vindo do nada.
A última sequência é, no entanto, divinal, o fechar de um ciclo.




2- Community (1º e 2º temporada)


Série espectacular, hilariante e cheia de referências a cinema e TV, ou seja, imperdível.http://www.blogger.com/img/blank.gif
As personagens são um mimo e rapidamente nos apegamos a elas, o que é sempre importante numa série. "Walking Dead" por exemplo, são poucas aquelas personagens que me dizem alguma coisa.
Saliento o episódio em que se fez uma homenagem a "Goodfellas", o do Paintball que é genial, o último de 2010 um especial de Natal com bonecos em slow-motion.
"Community" foi das melhores surpresas do ano passado e espero que continue em força por mais tempo.





1- Misfits (2º temporada)


Andei a espalhá-la como quem espalha a boa nova, pois é uma excelente série que passou despercebida. Falei da 1º temporada aqui.
É uma pena que ambas as temporadas tenham tão poucos episódios, mas antes poucos e bons que muitos e maus.
A grande razão de a colocar em primeiro é mesmo pelas personagens. A dupla Nathan e Simon, continuam a ser os melhores. Simon que tem sido a personagem que mais tem evoluído ao longo da série e Nathan é pura e simplesmente a mais hilariante, uma das grandes personagens de TV de sempre. Aqui é sempre de notar o excelente trabalho de Robert Sheehan.

9 comentários:

_lamy_ disse...

Ahaha! Grande referencia ao Naruto! :D

Agora já só te falta curar a ressaca de final de The Wire e começar a ver Homicide: Life on the streets! :D

E, eu prometo, q irei começar a ver Death Note e Breaking Bad! :P

syrin disse...

E The Good Wife? devias experimentar, é excelente! :D

Loot disse...

Lamy: é uma série não é? :P
E agora já vou no Shippuden (comos e não soubesses lol)

Promessas, promessas, bha


Syrin: A sério? Por acaso pensei que fosse uma série porreira mas nunca excelente. Obrigado pela dica, vou anotar :)

às vezes acabo por ver temporadas mais fracas porque já comecei a seguie a série desde o início e quero ver até ao fim :P

Anita disse...

Estou com a Syrin, The Good Wife é fenomenal. E Fringe e Sherlock também...e Treme by the way :D

Aliás, uma boa forma de curares a depressão "pós-The Wire" é começares logo a ver Treme :D

Agora a sério, das que mencionas só não sigo "Entourage". Quanto às outras, acho que já fomos comentando os desenvolvimentos por aí, por isso não há muito mais a dizer. Ainda assim, não resisto a reforçar a ideia de que o Russel é uma personagem do catano. Adorei mesmo :D

Quanto ao regresso de TVD, podia ter sido melhor mas, tivemos grandes momentos do Damon, principalmente o final, o que é sempre bom :D

Loot disse...

The Wire deixou marca sim, agora vai ficar aqui um vazio que tenho de preencher. Treme estava nos planos para depois desta :P

Ah e Game of Thrones irá ajudar mais ainda falta.

Ainda não vi o novo de vampire, tenho de por essa e californication em dia.

Caramba são tantas séries, ainda me falta Mad Men também. Quando uma pessoa pensa que já colmatou umas quantas, a lista aumenta em vez de diminuir

_lamy_ disse...

E, já agora, a mini-serie: The Corner.

Fringe, apesar de ter ficado melhor a meio da 2a season (quando se deixou de episódios soltos e começou a dar um rumo concreto à história) ainda não me convenceu totalmente e, acho que está longe de ser uma serie fenomenal.

É apenas uma série muito porreira para se ir vendo... Acho que tem algumas falhas um tanto ou quanto dificeis de engolir... n posso dizer mais para não spoilar! :P

Anita disse...

@Lamy

A primeira temporada de Fringe e grande parte da segunda (até ao 15º episódio +-) está longe de ser perfeita, bem pelo contrário, mas, a partir daí a série dá um grande salto de qualidade e mantém uma consistência impressionante.

Quais são as falhas que referes? Eu confesso que só senti uma pequena falha neste último episódio.

_lamy_ disse...

FRINGE POSSIVEL SPOILER:

Quanto a mim falha na possível justificação da existencia das mesmas pessoas, quase com as mesmas características e semelhanças nos 2 universos.

Pois se as pessoas são diferentes entre os universos e num universo, por exemplo, são casadas e têm filhos e noutro universo não o são, ou são casadas com uma pessoa diferente, e têm ideais diferentes originando acções e escolhas diferentes divergindo para caminhos de vida diferentes, como é possível haverem exactamente as mesmas pessoas nos dois universos e terem o mesmo nome e traços físicos num determinado momento no tempo? Talvez no ínicio de tudo possa ter sido assim...

A mim, por exemplo, deu-me a entender que a mãe do Peter eram duas pessoas completamente diferentes em cada um do universo mas, não consegui confirmar. Como tal, como pode ser o Peter um miúdo semelhante nos 2 universos?!

Anita disse...

ATENÇÃO SPOILERS FRINGE!!

Eu não acho que isso seja uma falha. Sabemos que as personagens são as mesmas e que partilham a mesma forma de pensar. O que as difere são as diferentes decisões que vão tomando e que levam a que os seus trajectos sejam diferentes em ambos os universos.

Por exemplo, a "Bolivia" era apaixonada por outra pesoa mas, quando conheceu o Peter também começou a ter sentimentos por este, porque como a "nossa" Olivia afirma elas sentem e pensam as mesmas coisas.
Outro exemplo, sabemos que o "nosso" Walter estava a seguir um caminho bastante perigoso antes de lhe "retirarem" partes do cérebro, ou seja, se isso não tivesse acontecido provavelmente ele estaria tão obcecado como o "Walter alternativo"...

Os percursos podem ser diferentes mas, no fim acho que os desfechos , de uma forma global, acabam por ser os mesmos em ambos os universos.

Quanto à mãe do Peter, ela é a mesma em ambos os universos com a diferença de que no alternativo ela ainda está viva. O mesmo acontece com a mãe das Olivias.

Para mim, o que ainda não faz grande sentido é esta mudança repentina do Peter que vimos no último episódio...

Quanto ao resto, vou continuar a seguir o princípio de Occam :D