sexta-feira, junho 13, 2008

120 Anos


Autopsicografia

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que leem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira a entreter a razão,
Esse comboio de corda
que se chama o coração.

Fernando Pessoa





Muito Obrigado

11 comentários:

Anita :) disse...

Acho que não existem palavras para descrever o quão genial Pessoa é...resta-nos apenas apreciar toda a sua bela obra!

Bjos

Cataclismo Cerebral disse...

De génio!

:)

Menphis disse...

O orgulho de ser português passa por isto mesmo: pela cultura, pelas obras literárias de grandes escritores que Portugal teve o privilégio de ver nascer. Fernando Pessoa foi, para mim, o melhor poeta português. Como só Pablo Neruda compreendeu como ninguém o que é o amor, Fernando Pessoa compreendeu ( ou tentou compreender) a essência da vida e do universo que o rodeia. A sua obra será sempre recordada eternamente.

dcc disse...

120 de presença!

fes disse...

não há escritor algum que me caiba na alma como Pessoa. O seu canto é o meu grito, o seu desassosego o meu abrigo. 120 anos, parece que a vida sempre teve Pessoa.

Ricardo disse...

Podias ter escolhido um poema de Anibal Cavaco Silva... Ou esse n é escritor? Não, não... escritor fantasista é o Socrates!! Pera... também não! Enfim!

Amigo Gabriel, eu não me esqueci de ti, mas isto tem andado uma rebaldaria complicada, a ver se este fim de semana temos tempo. Envio-te um email para combinar! Abraço

looT disse...

Obrigado a todos pelos comentário, Pessoa é sem dúvida um marco na Poesia deste mundo. Infelizmente partiu cedo mas imortalizou-se nas suas palavras.

Ricardo: Imagino que sim :P
Não há problema, então depois falamos melhor.

Filipa disse...

:)

**

looT disse...

;)

**

Fifeco disse...

Sempre achei o ortónimo bem melhor que qualquer dos seus pseudónimos... Ricardo Reis anda lá perto, mas quanto a mim, não chega ao nível do "próprio" Pessoa. E este é um grande exemplo disso mesmo. De génio e de louco, e é por isso que todos gostamos dele.

PS: A imagem que encabeça o blog do "Watchmen" é genial, tal e qual como a banda desenhada. Mal posso esperar pela fita.

Abraço

looT disse...

Não posso dizer que concordo, poisa doro os seus heterónimos e não considero nenhum deles menor, adoro tudo em Pessoa.
Se tivesse de escolher um, hoje o escolhido seria Álvaro de Campos. Mas quem fez anos foi Pessoa ortónimo e este post foi dedicado a ele, sim porque os outros de certeza que nasceram em dias diferentes :P

Em relação à imagem, Watchmen é dos meus livros preferidos é como dizes genial, afinal de contas saiu da cabeça desse excelente escritor que é Alan Moore.
Tal como tu estou muito curioso em relação ao filme :D

Abraço