quinta-feira, outubro 10, 2013

Sessões no Motelx 2013


Este ano o "Motelx" parece ter sido um enorme sucesso, tendo em conta o nível de salas esgotadas e as filas nas bilheteiras. Imagino que a promoção da Vodafone também tenha ajudado. Curioso que estava a escrever isto e recebi um email da direcção do festival a dizer que este ano o crescimento foi de 20% em relação ao ano passado. Excelentes notícias. O problema para mim é que alguns filmes que planeie ver estavam esgotados e fiquei-me só pela vontade. Para o próximo ano tenho de me preparar melhor.



Cheap Thrills


Ao menos este "Cheap Thrills", do qual estava muito curioso, não me escapou e ainda bem, de todos os que vou falar foi o meu predilecto.

A história é sobre Craig e Vince, dois amigos que se reencontram numa altura complicada para o primeiro. Craig acaba de perder o emprego e está prestes a perder a casa onde vive com a mulher - também desempregada - e o filho. Por fruto do acaso são abordados por um casal de excêntricos que rapidamente os começam a manipular sem eles se darem conta. Este casal, ao contrário dos protagonistas, não sofre de problemas financeiros e usam o seu dinheiro de forma a aproveitar-se da miséria dos outros.

Tudo começa de forma simples. O casal desafia Craig e Vincent com determinadas apostas infantis e inofensivas. Com o tempo, o nível de dificuldade e perigo das apostas vai subindo, mas também a recompensa monetária. Como só um dos dois pode vencer a relação entre Craig e Vincent vai-se tornando cada vez mais tensa. É um exploração interessante esta de ver até onde o ser humano é capaz de ir em determinados contextos. Tudo isto é feito de uma forma divertida, mas também intimidante para o espectador ou não estivessemos a falar de um festival de terror.



The Texas Chainsaw Massacre 2


12 anos depois de ter realizado "The Texas Chainsaw Massacre" Tobe Hooper regressa, em 1986, com a sequela. Aproveitei para ver pela primeira vez este filme que é completamente diferente do estilo do primeiro. Aqui aquele terror mais psicológico e até realista foi substituído pela loucura dos gritos e perseguições. É um filme que enverada por um terror mais visual, mas ao contrário do 1º não deslumbra. Aqui a loucura é mesmo o mote principal, até o herói, interpretado por Dennis Hopper, a dada altura se comporta como se de um Leatherface 2 se tratasse. Com heróis como este estamos bem tramados, é incrível o número de vezes que ele coloca a donzela em perigo.



Insensibles


Agora começa  a batota. Vi "Insensibles" no Fantasporto, mas como também esteve neste festival e não falei dele na altura, aqui vai.

Gostei muito da premissa do filme de Juan Carlos Medina e acho que o realizador conseguiu dotar o filme de uma atmosfera sinistra muito boa. É por isso uma pena ver o filme espalhar-se na segunda metade. O final cai numa série de más decisões e uma pessoa sai do cinema com um travo amargo na boca, principalmente porque se viu o potencial que havia aqui. Uma clara falha do argumento, pois tudo o resto é bastante interessante. Acho que foi no Scifiworld que li que este é um filme que fica melhor na memória se não reflectirmos muito sobre ele, e é bem verdade.




The Conjuring


Ora bem, este como ia estrear por cá deixei passar e entretanto já o fui ver. É o regresso de James Wan que agora se afastou do conceito de "Saw" para entrar em outro tipo de terror, um mais ligado a assombrações.

O filme segue um caso, supostamente inspirado na realidade, investigado por Edward e Lorraine Warren, um casal de investigadores do paranormal. É mais uma história de casa assombrada mas misturada com toques do exorcista, o que lhe dá um travo distinto dentro de tantos do género. Não digo que todas as cenas tenham funcionado, por vezes o realizador caiu no exagero, mas o filme é bastante eficaz e uma boa proposta para quem gosta de filmes de terror. Há momentos realmente fantásticos, como a introdução com a história da boneca. É incrivel como a tensão à volta destes objectos é tão elevada. Uma boa sugestão actualmente nos cartazes nacionais.

2 comentários:

alucardscorner disse...

Nos anos anteriores que pude ir ao Motelx comprava sempre os bilhetes dias antes, assim não havia filas/surpresas ahah.

O Cheap Trills tenho curiosidade em ver, o Insensibles deixa aquele sabor amargo.. o The Conjuring não consigo gostar do filme e não consigo perceber todo o alarido a volta dele.. E que o Motel X seja para durar.

Loot disse...

Este ano deu-me preguiça e só fui no fim-de-semana, tramei-me lol.

O Cheap Thrills vale a pena, acho-o bastante divertido.

O the conjuring não é formidável e não irá marcar o cinema de terror, mas é um filme simpático, tem algumas cenas bem engraçadas :D