segunda-feira, novembro 28, 2011

Torneio de Personagens de BD Asiática: Grupo V

Uchiha Itachi

Itachi é um dos membros com mais potencial do clã Uchiha. Este clã como já referi anteriormente é conhecido por possuir o dom do Sharingan. Uma técnica visual que Itacho usa com grande mestria. Foi a primeira personagem na série a demonstrar o Mangekyo Sharingan, um outro nível desta técnica que lhe possibilita um leque de habilidades mentais poderosíssimas.
As suas habilidades eram tão extraordinárias que se tornou líder da equipa especial de Ninjas ANBU aos 13 anos.
É conhecido na série por ter sido o responsável pelo genocídio que ocorreu ao clã Uchiha. Itachi matou todos os membros do seu clã há excepção do seu irmão mais novo Sasuke. É por isto que Sasuke vive apenas para a vingança, treinando árduamente até ser capaz de matar o seu próprio irmão, que agora pertence à organização criminosa Akatsuki cuja missão é capturar todos os bijū’s (demónios das caudas), incluindo a raposa de nove caudas que está dentro de Naruto.
Sempre que Itachi entra em cena, nunca me pareceu o vilão descrito na série por Sasuke. Mesmo em multidões notamos a sua solidão e melancolia. Como é que esta personagem matou assim do nada os seus pais? Algo em Itachi para mim não combinava...


SPOILERS

...e tinha razão. Itachi não tem nada de vilão. Perto do final descobrimos que o seu clã planeava invadir Konoha provocando a guerra. O seu pai insistia com Itachi para este descobrir todos os segredos de segurança da vila, uma vez que era o líder da ANBU. Mas Itachi já tinha assistido em criança aos malefícios da guerra e tornou-se um pacifista por natureza. Assim traiu o seu clã tornando-se um agente duplo. Foi Danzo um dos ninjas anciões da aldeia, que temia os poderes do clã Uchiha, quem ordenou secretamente a a sua extinção a Itachi que pediria ajuda a Madara para executar esta tarefa.
Não sendo capaz de matar o seu irmão ameaçou Danzo que se algo acontecesse ao seu irmão ele revelaria este plano secreto a todos.



parte 2; parte 3






Hiko Seijūrō XIII



Hiko Seijūrō é o grande mestre do Hiten Mitsurugi-ryū, o seu 13º sucessor e também o mestre de Kenshin.
A personagem é introduzida durante a saga de Shishio. Após o primeiro encontro de Kenshin com Soujiro, o aprendiz de Shishio, este apercebeu-se que não estava preparado para travar os combates que se avizinhavam e por isso volta a procurar o seu antigo mestre a fim de completar o seu treino. Kenshin aos 14 anos abandonou Hiko para combater na guerra tendo ido contra a vontade do seu meste que achava que se iam aproveitar das suas habilidades e sem nunca concluir o seu treino.
O desenho de Hiko foi baseado numa personagem com o mesmo nome que o autor criou na sua curta Crescent Moon of the Warring States. A capa por sua vez foi inspirada pela da personagem Spawn de Todd Mcfarlane.
Não é uma pessoa muito sociável e por isso prefere viver como um eremita sobrevivendo como um oleiro usando o nome falso Ni'itsu Kakunoshin.
É sarcástico estando sempre a gozar com Kenshin, mas preocupando-se de verdade com ele, afinal Kenshin é como um filho. Hiko salvou-lhe a vida quando era pequeno e cuidou dele, treinando-o. Costuma trazer sempre consigo uma garrafa de sake a sua bebida predilecta.
Nas palavras do criador, Hiko é demasiado poderoso para ser muito usado na história. E isso nota-se rapidamente. Hiko é muito mais poderosos que Kenshin e não há possivelmente ninguém na série capaz de o fazer suar. Basta ver o trabalho que Kenshin teve para o conseguir…arranhar.
Adoro uma frase que ele dirige a um dos ladrões que iam atacar Kenshin. Quando este o questiona sobre o seu nome Hiko apenas responde muito calmamente que não vale a pena apresentar-se aos mortos. Pode soar a arrogante da sua parte, mas a verdade é que é a realidade. Hiko é mesmo muito bom.
Deixo aqui um vídeo que mostra porque Kenshin parte de Kyoto mais descansado deixando lá os seus amigos quando a guerra com Shishio está prestes a rebentar. É que Kenshin pediu ao seu mestre para os guardar. E os escritores tiveram de inventar que Hiko se perdeu no caminho para poderem por Kaoro e companhia a lutarem um bocadito. Porque se Hiko chegasse antes ninguém precisava mexer uma palha. Podem saltar até ao minuto 5 para ver a sua entrada triunfal contra um...GIGANTE.
Teve de ser este vídeo eu não consigo ouvir estas personagens noutra língua.


Continuação.







Kojiro Hyuga


Quem não se lembra de Captain Tsubasa? Pode não ser do mangá criado por Yōichi Takahashi em 1981. Mas a série de animação que passou nas televisões portuguesas não passou despercebida à maioria dos rapazes, numa feliz altura em que se usava o nome Tsubasa e não a horrorosa dobragem espanhola de Oliver.
A história é sobre futebol centrando-se em Tsubasa. Hyuga é o antagonista a início da série.
Ele surge como o jogador mais assustador de todos, até os seus companheiros de equipa o temem por vezes. Tecnicamente não é tão bom como Tsubasa, mas compensa isso com força. Muitas vezes Hyuga nem se dá ao trabalho de fintar os jogadores, passando por eles como se de um furacão de tratasse.
Hyuga leva o futebol muito a sério, é dos jogadores mais dedicados e tem por objectivo seguir uma carreira profissional. Por isso falhar é uma palavra que não existe no seu vocabulário. A sua postura à superfície é a de alguém severo, mas no fundo Hyuga é um bom amigo que se preocupa com os seus e muito dedicado à família.
Joga a ponta de lança e tem um chute tão forte que já conseguiu meter não só a bola mas também o guarda-redes dentro da baliza bem como rasgar a própria rede da baliza. Aqui os combates são dentro das quatro linhas.










Pain

É o líder da Akatsuki que possui também há semelhança de Itachi uma habilidade visual, o Rinnegan (ver olhos na imagem) capaz de manipular os cinci elementos de chakra diferentes e a capacidade de controlar diferentes corpos ao mesmo tempo. Diz quem viu que é mais poderoso que o Sharingan.
Falar mais de Pain é complicado devido a spoilers por isso não me vou extender mais sem avisar.

SPOILERS

Deva Pain é a personagem que aparece na imagem e pertence a um grupo de 6 ninjas conhecidos por The Six Paths of Pain, todos baptizados com os nomes dos seis caminhos para a reencarnação budistas. Todos os 6 corpos são controlados por uma única mente que se mantém escondida e isolada. Essa mente é a de Nagato.
Nagato juntamente com Konan e Yahiko era um órfão que foi treinado por Jiraya.
São estes três ninjas que após crescerem fundam a Akatsuki, liderada por Yahiko, que tem como objectivo eliminar a guerra, trazendo a paz ao mundo.
Tudo isto até Hanzo, um ninja natural de Amegakure, a mesma vila de Nagato e companhia, os ter enganado e forçado Nagato a escolher entre matar Konan ou Yahiko. Para não ter de escolher Yahiko comete suícidio.
A partir daqui Nagato mudou, vingando a morte do amigo e assumindo que a única maneira de o mundo atingir a paz é ensinando-lhe a dor causada pela guerra. E é por causa desta sua missão que adoptou o título de Pain. Mais tarde nagato usaria o corpo de Yahiko como um dos The Six Paths of Pain, precisamente o de Deva Pain.


Parte 2 (não está completa)






Manji

Como já falei de Blade of the Immortal vou tirar alguns parágrafos desse texto e colocar aqui. Se quiserem ler mais sobre o 1º volume cliquem aqui onde se encontra o texto na íntegra.

Blade of the Immortal é uma série de mangá da autoria de Hiroaki Samura que começou por ser editada em 1994, contando até agora com 26 volumes e continuando a ser editada.
A história desenrola-se no Japão em 1782-3, ou seja, durante o Shogunato Tokugawa, e conta a história do samurai imortal Manji.
Manji tornou-se conhecido como sendo responsável pela morte de cerca de 100 samurais. Muitas dessas mortes foram ordenadas a mando do Lorde Horii, Manji acreditava estar do lado correcto mas quando descobriu a monstruosidade dos seus actos e como tantos inocentes pereceram na sua espada, assassinou o próprio Lord Horii. Quando um policia samurai o confronta Manji tenta explicar-lhe as razões mas é obrigado a lutar. Apesar de o nome deste seu oponente lhe soar familiar, é só quando a sua irmã entra em cena, no exacto momento em que Manji o esquarteja, que se recorda que está a matar o marido da sua irmã.
Uma misteriosa mulher de nome, Yaobikuni, que afirma ter 800 anos infecta o corpo de Manji com kessen-chu um tipo de vermes capazes de regenerar qualquer tipo de feridas tornando o hospedeiro virtualmente imortal, facto que, independentemente das suas qualidades, o tornou mais descuidado enquanto lutador. Farto de não conseguir morrer, Manji tenta a todo o custo convencer Yaobikuni a livrá-lo destes vermes. Quando ela lhe pede para ele abdicar da espada e ele recusa após a sua irmã ter sido raptada, chegam a um outro acordo. A fim de purgar os seus pecados, Manji promete-lhe a morte de 1000 vilões e em troca Yaobikuni remover-lhe-à os “malditos” vermes.
A maior qualidade de Blade of the Immortal é sem dúvida alguma a arte. Este é dos mangás que mais me fascinou em termos de desenho. As sequências de lutas e os esquartejamentos são magistrais e aqui Samura não poupa nos detalhes nem na imaginação. Os painéis que enchem uma a duas páginas com a morte de alguém são fabulosos.









Himura Kenshin


Himura Kenshin é o famoso Rurouni Kenshin (Samurai Vagabundo) criado por Nobuhiro Watsuki. O mangá tem 28 volumes ao todo que foram publicados entre 1994 e 1999. Conta com uma adaptação em animé, um filme (de animé)
Kenshin é-nos apresentado no início como um Samurai que vagueia pelo Japão (durante a era Meiji) em busca de redenção pelos seus pecados. Kenshin foi um dos maiores assassinos durante a guerra Bakumatsu, onde ganhou na altura a alcunha de Hitokiri Battōsai. Hitokiri porque é assassino em japonês e Battōsai porque Kenshin se especializou nas técnicas de combate Battō (desembainhar a espada e matar num único golpe) do seu estilo Hiten Mitsurugi-ryū.
Após terminada a guerra e se ter instalado o novo governo Meiji, por quem Kenshin lutou, este nobre samurai jurou nunca mais tirar a vida a ninguém e passar o resto da sua a ajudar os outros. Para isso luta com uma Sakabatou (katana de gume invertido), a fim de poder usar as suas técnicas de espadachim sem matar ninguém.
No entanto a sua fama precede-o e como é facilmente reconhecido pela sua cicatriz em forma de cruz e o seu cabelo vermelho, são muitos aqueles que o perseguem com o intuito de glória pois vencer o famoso Hitokiri é uma mais valia no currículo.
Existe um OVA que conta o início da história de Kenshin. Como foi salvo por Hiko, como lutou na guerra e até como ganhou as suas cicatrizes. O estilo de animação é diferente, mas também muito bom. Vale bem a pena.
De destacar a banda sonora da série de animação que tem momentos absolutamente fantásticos.
O vídeo que vou deixar é precisamente o início desse OVA que mencionei de nome tsuiokuhen para mostrar o encontro entre ele e o seu meste e também um Kenshin diferente do habitual, um Kenshin que não hesita em matar.

SPOILERS

A título de curiosidade o primeiro nome de Kenshin é Shinta. Mas Hiko achava que tal não era nome para um Samurai e então baptizou-o de Kenshin (Coração de Espada).


(saltem para o minuto 7:25 se só quiserem só ver a luta de Kenshin).









Notas:

- Algumas informações foram pesquisadas na wikipédia;
- Devido a razões de facilidade algumas imagens dos animés serão utilizadas ao invés das dos mangás.

3 comentários:

ψ Psimento ψ disse...

Ora bem, só não conhecia o Manji daqui.
Pessoalmente nenhum dos personagens faz parte da minha lista de favoritos. Talvez o Kenshin fosse o que eu gostava mais desta lista mas como sou terminantemente contra o elitismo das personagens principais, votei no Seijuro.
Abraços

Loot disse...

Tenho os 4 primeiros volumes de Blade of the immortal e gosto. A arte é excepcional.
Mas não considero o Manji das melhores personagens. Gosto dele mas tenho outros que prefiro.

O Itachi é dos meus favoritos do Naruto. e O Hyuga do Captain Tsubasa.

Gosto muito do Kenshin também, mas votei no mestre dele. Sempre adorei o Seijuro.

Abraço

Anónimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra achat
http://prezzoviagraitalia.net/ acquistare viagra
http://precioviagraespana.net/ viagra generico