sexta-feira, julho 16, 2010

The Dark Side of the Voice


Star Wars é uma saga épica que dispensa apresentações. Um novo universo saído da mente de George Lucas que criou um legado que perdurará para sempre.
Três filmes clássicos que mudaram o Cinema e três mais recentes em busca de novos fãs e para animar os antigos.
Nem todas as escolhas foram certeiras em Star Wars, mas no fim de contas a verdade é que é um marco.

Lucas sempre teve atenção a muitos pormenores na realização de Star Wars. Um deles é sem dúvida o som. Começando na banda sonora, que é um trabalho magistral de John Williamas. Star Wars teve altos e baixos mas a sua banda sonora foi sempre constante, de elevada qualidade e sem nunca falhar.

Os efeitos sonoros são clássicos, podia falar das naves, dos alienigenas, mas quando se pensa num efeito sonoro em Star Wars o primeiro a vir à mente é o do mítico sabre de luz. Quantas armas foram inventadas que fossem tão estilosas como um sabre de luz?

O que me leva ao tópico deste texto, a voz. Ou mais especificamente, a voz dos Sith. Claro que as vozes dos Jedi são seguras e fortes e a do Yoda uma das mais conhecidas e sábias, mas as vozes dos senhores cujo primeiro nome é sempre Darth, têm uma atenção extra. São vozes realmente poderosas e negras, repare-se que Anakin só teve uma voz verdadeiramente portentosa depois de passar para o lado negro.



Darth Vader



Comecemos pelos primeiros filmes (cronologicamente).
Em A New Hope o primeiro Sith a surgir é aquele que ficaria conhecido por todo o mundo, Lord Vader. O personagem tinha de ser imponente e a voz era crucial, aliás a parte mais difícil de encaixar no personagem. Como Vader fala por uma máscara, a pessoa que o interpretava podia ser qualquer um, desde que tivesse a estatura necessária. David Prowse foi o actor que vestiu o fato mas foi James Earl Jones que lhe deu a voz. Curiosamente Prowse não foi informado de que ia ser dobrado e acreditou sempre que a voz de Vader seria a sua. Mas o seu sotaque inglês, sem querer ofender, ia arruinar Vader. Já Earl Jones criou uma lenda.






Darth Sidious




Em The Empire Strikes Back surge um novo Sith num holograma, mas seria em Return of the Jedi que o iríamos ver em carne e osso (até porque Ian McDiarmid não lhe deu voz no episódio V), estou a falar obviamente de Lord Sidious, o Imperador.
A voz de Ian McDiarmid é magestosa. Sidious é o mais negro de todos os personagens de Star Wars e a sua voz transmite toda a sua maldade e desprezo. É um mestre manipulador, sem dúvida, um verdadeiro Dark Lord of the Sith. Voltou a estar em alta no mais recente filme Revenge of the Sith.






Darth Maul



O costume dos Sith (nesta altura) é de haver apenas dois, um mestre e um disciplo, por isso nunca em nenhum filme houve mais de dois a partilhar o ecrã.
O próximo Sith surgiria em The Phantom Menace e seria talvez a melhor coisa que apareceu no filme, Lord Maul.
Maul é do tipo calado e contam-se pelos dedos de uma mão as falas que tem no filme (duas???).
Não sei se o personagem é calado por natureza ou simplesmente porque o actor que o interpreta (Ray Park) não tinha uma voz adequada para um Sith. Sim porque quando Maul abre a boca não é Ray Park que fala mas sim, Peter Serafinowicz. E dobrar um ser humano a falar não é tão adequado como um que usa uma máscara. Compreende-se por isso a fraca participação vocal de Maul. Mas a atenção às vozes do Sith mantêm-se incólume, Peter Serafinowicz tem bastante pinta a falar.








Darth Tyrannus


Em Attack of The Clones surge o último dos Sith que iríamos ver nesta saga, Lord Tyrannus. Ora Christopher Lee tem uma voz sobejamente conhecida, pois não são raras as vezes em que é usada, tal como recentemente em Alice in Wonderland de Tim Burton, ou o seu pouco aproveitado Saruman em Lord of the Rings. Lee pode ter necessitado a utilização de duplos ou de CGI para as suas cenas de combate (afinal a idade já pesa), mas basta pronunciar meia dúzia de palavras para colocar qualquer jovem de vinte e tal anos a tremer.


6 comentários:

Nekas disse...

Saga mítica. A minha voz preferida é,claramente, de Vader. Quem é que não conhece o seu modo de falar??

Abraço
Cinema as my World

Bongop disse...

A voz de Darth Vader foi um achado que encheu a tela de cinema! Ainda me lembro a primeira vez que a ouvi!

Abraço

ArmPauloFerreira disse...

Muito bom artigo. Obviamente a voz mais mítica é a do Darth Vader.

Também sou dos que ficou muito bem impressionado com o Darth Maul. Recordo-me na altura ficar em extase só de o ver no trailer com um sabre duplo. Uau!
É um filme que gosto apesar de este ep.1 não ser nada de mais. Salva-se pelas as corridas e a batalha final principalmente.

Loot disse...

Vader é a imagem da Guerra das Estrelas :D

Eu também adorei o Imperador no ep. 3. O homem é a personificação do mal.

E ArmPaulo, o Maul é excepcional, até tive pena que o matassem logo, que PERSONAGEM!!!

Abraço a todos

maurobindo disse...

Grande post!
Vader será sempre o maior vilão da história, venha de lá quem vier e em que contexto seja. Vader é Vader, ponto.
Maul é magistral, uma das personagens mais bem conseguidas em Satr Wars, até porque inova com o seu duplo sabre de luz (como disseste e bem, a arma com mais pinta).
Sidious é muito forte, uma presença constante e aterradora.
E Tyrannus, proporciona-nos a melhor cena de batalha de todos os filmes, entre 2 Mestres, entenda-se. Ele e Yoda no final do filme II, valem o próprio filme.
E as vozes, venha de lá um Sith para escolher a melhor...

:) Abraço!

Loot disse...

The force is strong in you Mauro ;)

Lucas é capaz do pior e do melhor, veja-se o Jar Jar e o Maul ambos novos no ep 1.
O Maul marcou muito realmente, aparece tão pouco mas todos ficámos impressionados. Ainda me lembro quando o vejo pela primeira vez a virar o lightsaber para sair da outra extremidade mais um lightsaber. MUITO BOM