terça-feira, dezembro 18, 2007

Eastern Promises

David Cronemberg é muito provavelmente o realizador mais kafkiano que eu conheço. E não me afastando do universo de Kafka, penso que posso dizer que Cronemberg tem sofrido ao longo dos anos algumas metamorfoses.
Actualmente mais interessado em filmar a realidade, Cronemberg conduz-nos em uma visita guiada ao submundo da máfia Russa.
Apesar de o realizador ter vários filmes distintos entre sim, o seu estilo continua sempre presente na sua obra e após os primeiros minutos de filme, mesmo que não tivéssemos visto o seu nome escrito nos créditos iniciais, a crueza e visceralidade das cenas não deixam margens para dúvidas, estamos na presença de mais um Cronemberg.
No dia em que Tatiana, uma jovem grávida com apenas 14 anos, dá entrada no Hospital, a vida de Anna (Naomi Watts), uma parteira, nunca mais será a mesma. A jovem rapariga tem de ser operada urgentemente e Anna é apenas capaz de salvar a criança.
Quando Tatiana entrou para o Hospital não possuía qualquer tipo de identificação, trazendo apenas com ela um pequeno diário escrito em Russo e o cartão do restaurante "Trans-Siberian".
Quando Anna decide ir até ao restaurante em busca de mais informações, conhece o dono, Semyon (Armin Mueller-Stahl) que se revela muito prestável em tentar ajudá-la. Mal ela sabia que Semyon é na verdade um dos líderes do grupo "vory v zakone" (ladrões na lei) e assim sem se aperceber acaba por envolver-se pouco a pouco nos meandros da máfia Russa.
Durante as visitas de Anna ao restaurante, acaba por conhecer o misterioso motorista de Semyon, Nikolai Luzhin (Viggo Mortensen). Além de motorista Nikolai é o grande amigo de Kirill (Vincent Cassel), o filho instável de Samyon.
Todo o elenco cumpre com a intensidade necessária das suas personagens, Armin Mueller-Stahl e Vincent Cassel estão fabulosos no papel de rei da máfia e de mafioso lunático, respectivamente. Mas é preciso dar um especial destaque a Viggo Mortensen, que nos proporciona uma representação poderosa no que é um dos melhores personagens da sua carreira.
Viggo Mortensen já tinha trabalhado com David Cronemberg no também excelente "A History of Violence" e mais uma vez a química entre realizador e actor é notória ao longo do filme, onde a violência volta a ser explorada por ambos.
Um filme intenso, com estórias escritas em pele e uma crueldade humana arrepiante pelo simples facto de ser precisamente isso, humana. Quanto a mim um filme a não perder.

8 comentários:

Menphis_Child disse...

Ando mesmo a pensar seriamente em ir ver este filme. Adorei o " História de Violência" e Viggo Mortensen é um dos meus actores favoritos. Se calhar este fim de semana lá vou ter que ir ver.

Izzi disse...

Já sabes o que eu acho sobre este filme, mas quis vir cá dar um olá :)

maurobindo disse...

Adorei o filme e foi dos melhores deste ano. Hajam mais parcerias entre Viggo e Cronenberg, que se têm mostrado suberbas.

_Loot_ disse...

Menphis: É um actor que me tem surpreendido bastante pela positiva, e cheira-me a nomeação para óscar.

Izzi: E eu agradeço ;)

Mauro: Sem dúvida, ainda não sei qual vai ser o próximo projecto de Cronemberg mas não me surpreenderia que contasse novamente com o Vigoo Mortenses, tal como a dupla actual Scorscese e Di Caprio.

fes disse...

Ainda estou a recuperar da experiência que foi ver este Eastern Promises. Não tenho palavras para descrever. Não sei. Ok, só uma. Magnífico.

Quando recuperar prometo escrever qualquer coisinha sobre o filme. Se conseguir, digo. Se conseguir.

Beijinhos _loot_ :)

_Loot_ disse...

Às vezes é complicado transmitir por palavras o que sentimos e nem sempre se consegue. De qualquer das maneiras queria apenas partilhar a minha opinião sobre um dos meus realizadores favoritos e um dos melhores filmes que vi em 2007 :)

bjs

Anónimo disse...

Excelente filme! A sequência na sauna é espetacular!
Engraçado que Cronenberg é sempre melhor na segunda vez, pois a tensão de seu filme nos dá uma trégua.
:-)

looT disse...

Se houvesse um óscar para a melhor sequência de luta, o prémio tinha de ser de Eastern Promisses. Essa cena que mencionas é magnífica.

Cumprimentos