sexta-feira, março 07, 2008

Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street

A relação entre Tim Burton e Johnny Depp tornou-se especial desde muito cedo. Burton encontrou em Depp o actor perfeito para encarnar as personagens dos seus mundos fantásticos. A química entre os dois é notória e os resultados são mais do que positivos desde o primeiro filme em que trabalharam juntos. Aliás os primeiros trabalhos de ambos são quanto a mim dos melhores filmes que possuem na carreira, falo de "Edward Scissorhands" e "Ed Wood". Mais tarde trabalharam juntos em "Sleepy Hollow" que apesar de não se encontrar ao mesmo nível dos anteriores, continua a ser um belo filme.
E se Depp é o homem perfeito para viver no mundo de Burton, Helena Boham Carter é a mulher. Trabalhando com Burton em "Planet of the Apes" e em "Big Fish" (nada a apontar a Ewan Mcgregor, mas também imaginava Depp neste filme), não passaria portanto de uma questão de tempo até que Depp e Carter se juntassem num filme de Burton, o que aconteceria pela primeira vez no alucinante "Charlie and the Chocolate Factory" e posteriormente em "Corpse Bride". No primeiro o papel de Carter é significativamente pequeno e penso que só contracena em uma cena com Depp. Já em "Corpse Bride" são ambos protagonistas, mas animados.
Por isso posso dizer que o primeiro filme em que os "actores especiais" de Tim Burton protagonizam um filme juntos lado a lado e em carne e osso, foi precisamente neste "Sweeney Todd".
E que espectáculo foi ver estes dois contracenarem juntos. É quanto a mim e sem qualquer dúvida o melhor deste filme. Se havia algum receio seria na parte do cantar, mas mesmo aí ambos brilham com duas das melhores cenas do filme, a das "piores empadas de Londres" por Helena Boham Carter e a cena em que Depp começa a barbear Alan Rickman e termina na rua a oferecer os seus serviços (esta é mesmo a cereja no topo do bolo, a minha favorita).
Helena Boham Carter disse algures sobre o filme, que teve de ir a audições como outra pessoa qualquer para lutar pelo papel e que não o ganhou simplesmente porque anda a dormir com o realizador. Apesar do comentário ser engraçado é-o também, no seu caso, completamente desnecessário, pois duvido que hajam muitos a não reconhecer o seu talento e mais do que isso a não constatar que ela é há semelhança de Depp a actriz de "filmes Burton" por excelência.
Mas apesar do trabalho excepcional destes dois grandes actores nem tudo é perfeito em "Sweeney Todd". Aliás as falhas que vou mencionar são precisamente sobre os personagens secundários, não que tenham sido mal representados, mas porque é pena ver por exemplo um excelente Alan Rickman a aparecer tão pouco quando desempenha um personagem tão importante para a estória, o do vilão Juiz Turpin. A estória de amor entre Anthony Hope (Jamie Campbell Bower) e Johanna (Jayne Wisener), a filha de Benjamin Barker, acaba também por ser "morna" não captando a nossa atenção como devia.
Não posso esquecer de mencionar Sacha Baron Cohen, na pele do hilariante Signor Adolfo Pirelli, um suposto barbeiro italiano que se auto intitula como o melhor barbeiro do mundo, onde sempre que aparecia, pelo menos uma garagalhada era garantida.
"Sweeney Todd" é uma adaptação do musical de Stephen Sondheim e Hugh Wheeler e conta a estória do barbeiro Benjamin Barker (Johnny Depp), que é falsamente acusado e enviado para a prisão pelo cruel e lascivo Juiz Turpin (Alan Rickman). Casado e com uma filha Barker era um homem feliz e completo mas por causa dos sentimentos de luxúria que o Juiz nutria pela sua mulher, a vida da sua família foi condenada para sempre.
Quando conseguiu fugir da prisão, o homem que ele tinha sido não existia mais e assim Benjamin Barker deu lugar a Sweeney Todd.
Ao regressar a Londres descobre, a partir de Mrs. Lovett (Helena Bonham Carter), que a sua mulher morreu e que a sua filha se encontra aos cuidados do seu arqui-inimigo.
Com a ajuda de Mrs. Lovett, volta a abrir uma barbearia de forma a conseguir cumprir o seu plano de vingança, ajudando-a ao mesmo tempo no seu negócio de empadas ao lhe providenciar um nutriente essencial para o seu futuro sucesso.
É uma estória simples e clássica sobre a vingança, uma estória que nasce e termina em tragédia, e que apesar de não ser dos meus trabalhos favoritos do realizador, não deixa de ser um bom filme e quanto a mim uma proposta interessante.

16 comentários:

DC disse...

"Sweeney Todd é uma adaptação do musical de Stephen Sondheim e Hugh Wheeler" que por sua vez é uma adaptação de um livro lançado no séc. XIX (String of Pearls or the tale of Sweeney Todd ou algo do género) por um autor que não se sabe quem é. Saiu originalmente nas "novelas de cordel" durante 2 anos onde iam lançando aos pouquinhos a continuação (daí o nome de cordel: fraca qualidade da edição e em continuação).
Apanhei na Fn*c a 3.56€. Não se deixem enganar pela edição. Há uma que a capa é igual ao poster do filme e custa 12€. A que comprei tem o mesmo tipo de papel, mesmo tamanho, só a capa e título é que muda e por essas mariquices paga-se mais quase 10€...

looT disse...

Já me tinham falado disso, mas qunado fui à fnac já não encontrei nada, vou tentar novamente, obrigado por relembrares esta preciosa sugestão.
Eu nunca li o livro mas contaram-me que a adaptação do musical tem bastantes diferenças em relação á estória original, não sei se já leste.

Abraço

André disse...

Eu como não sou grande fã de musicais já fui ver o filme com as expectativas não muito elevadas. Apesar de tudo achei bastante piada, mesmo concordando contigo que está longe de ser dos melhores do Tim Burton. E gostei muito do miudo que faz de Toby. Bela surpresa!

DC disse...

Ainda não li. Tenho muita coisa para ler entretanto até chegar a este. Pelo preço vale bem a pena.

ângela disse...

Tipo, eu amei, mas amei o filme :D a banda sonora andou em repeat uma semana inteirinha... n havia mais nada no Mundo, pra mim :D

Beijo *

looT disse...

André: Eu sempre tive grandes expectativas afinal era mais um da dupla maravilha. Mas para quem não gosta de musicais é normal que estivesses de pé atrás, ainda bem que não foi uma perda de tempo ;)
E sim também gostei muito do rapaz que interpreta o Toby.

dc: Sim, o livro de certeza que vale esse preço e provavelmente mais.

ângela: Também tenho a banda sonora cá por casa é muito boa, e deu-me vontade conhecer mais coisas de Stephen Sondheim.

Abraços

Carla disse...

Let the blood flow :)

Menphis disse...

Que curioso, no sábado deixei ficar aqui um comentário, mas pelos vistos não ficou gravado :)

O que queria dizer é que concordo contigo, adorei a parte das piores empadas, excelente. A banda sonora essa tenho de a comprar.

O meu filme favorito de Tim Burton continua a ser " A noiva cadáver".

Agora estou curioso onde foi parar o tal comentário, será que foi parar a outro blog :)

looT disse...

Carla: Oh Yeah :P

Menphis: Gosto muito do "Noiva Cadáver" mas tenho uma maior paixão pelo "Nightmare Before Christmas" é um dos meus favoritos.
É um filme de Burton sem dúvida, mas quando falamos em filmes realizados por Burton este não entra pois foi realizado por Henry Selick.

maurobindo disse...

Essencialmente, esta adaptação do musical ao cinema vale pela interpretação do Johnny Depp e da Helena Bonham Carter. Achei as suas interpretações excelente e funcionam optimamente como par.

Como disse o dc, e já tinhamos falado sobre isso, o filme pouco tem a ver com o livro "Sweeney Todd or The String of Pearls" de auotr anónimo. Só para vos dar algumas diferenças:
- Toby, no livro, é o aprendiz de Sweeney Todd;
- Johanna é a prometida do primeiro personagem assassinado do livro, um marinheiro de média patente, que possuía o tal colar de pérolas; ao chegar a Londres vai barbear-se e Todd, aparentemente, trata-lhe da saúde;
- Sweeney Todd é bem mais robusto e forte fisicamente do que Depp.

E pronto, leiam o tal livrito por 3€ e qualquer coisa que vão ficar bem satisfeitos.

Anita disse...

Filme excelente! Depp mais uma vez a provar a sua versatilidade (para quando um óscar?) e a química com a HBCarter é notória!

Quanto ao A. Rickman, que parece ser dotado para este tipo de papeís, de facto, merecia mais destaque mas, mesmo assim consegue brilhar em cada cena em que aparece!

looT disse...

Sim o Alan Rickman esteve sempre muito bem :)

bjs

Sabrina disse...

Vi o filme 2 vezes,eu sinceramente eu gostei muito. Todos estão de Parabéns. Johnny Depp canta multissimo bem e Helena tambem. Ele ficaram lindos juntos.

looT disse...

eu também achei que a voz do depp assentava muito bem, aquela cena em que ele sai para a rua a oferecer os seus serviços é muito boa

cereja de marte disse...

Tudo excelente nem palavras tenho para falar de filme tao genialmente bem realizado, grandes actores EXCELENTE

looT disse...

Isso é que é entusiasmo Cereja de marte ;)

bjs e obrigado pela visita