sábado, outubro 28, 2006

Death in Vegas - The Contino Sessions


Um dos álbuns que mais tenho ouvido ultimamente e que vale sempre a pena visitar vezes e vezes sem conta.
Originalmente eram para se chamar Dead Elvis, mas devido a problemas por usarem o nome Elvis foram forçados a mudar, tendo acabado por usá-o como título do seu primeiro álbum.
The Contino Sessions é o segundo álbum dos Death in Vegas, continuando a mover-se no mundo da electrónica, este álbum apresenta grandes influências rock e industrial, um som altamente psicadélico e aliciante.
Ao contrário do primeiro (que devo confessar que apenas conheço a dirt, mas isso vai mudar), este conta com convidados para dar voz a algumas das músicas.
O CD tem ínicio com Dirge, uma música fascinante que conta com a partecipação de Dot Allison, relembra-me algumas músicas Rap em que os beats são praticamente sempre os mesmos e é a vocalização que muda ao longo da cançao, em Dirge acontece precisamente o oposto onde partimos numa viagem electrónica durante quase seis minutos ouvindo a voz inalterada de uma mulher entoando la la la. Aborrecido? Talvez para alguns, não para mim.
Bobby Gillespie dos Primal Scream dá voz a Soul Auctioneer a segunda canção do álbum, uma boa continuação que nos encaminha até Death Threat uma música de cortar a respiração que vai crescendo ao longo do tempo, conduzindo-nos por caminhos estranhos e assustadores, aliás Death in Vegas é uma banda assustadora.
Depois de Flying outro registo apenas instrumental chega a vez de Aisha e se há pouco falei em medo, Aisha é terrífica, desde a arrepiante guitarra até ao registo vocal que Iggy Pop utiliza é um dos grandes momentos do álbum.
Será que sou só eu ou o primeiro segundo da Lever Street não faz lembrar uma música de Dire Straits? É mesmo só o primeiro som, porque rapidamente caminha para algo completamente diferente. É um dos registos mais calmos e pacíficos, pessoalmente gosto muito.
E o final aproxima-se mas não antes sem passar pela mística de Aladdin's Story e Broken Little Sister com a vocalização de Jim Reid dos Jesus and Mary Chain muito bom poder ouvir novamente uma canção com Jim Reid, já agora membros dos jesus and mary chain e Primal Scream no mesmo CD? isto traz recordações.
E chegamos ao fim com Neptune City, terminou a viagem alucinante em que The Contino Sessions consiste mas é sem dúvida um grande final, para um grande álbum que quer se goste ou não, é de certeza impossível ficar-lhe indiferente.


Death in Vegas - Aisha

2 comentários:

gonn1000 disse...

É um bom álbum sim senhor, na minha opinião o melhor da banda. "Dirge" ficou muito bem no trailer de "A Dália Negra", pena que depois o filme seja um barrete.

_Loot_ disse...

Não vi o filme ainda, mas concordo que a música ficava muito bem no trailer.